Perfil Institucional

Minha foto
Recife, Pernambuco, Brazil
FINALIDADES: Organizar encontros, foros, seminários e palestras, sempre visando congregar os guardas municipais e suas entidades de classe; Auxiliar os guardas municipais nos seus municípios a se organizarem em suas entidades de classe; Representar esta classe de servidor público no encaminhamento de suas demandas junto aos Poderes Públicos, especialmente do Estado e da União; Apoiar ações em prol da Cidadania e dos Direitos Humanos. DIRETORIA: Aroucha GM-Jaboatão; Edivan GM-Olinda; Belmiro GM- Camaragibe; Claudivanio GM-Cabo de Sto. Agostinho; Wilson GM-Camaragibe; Reginaldo GM-Recife; ; Gilberto GM-Recife; Jailson GM-Jaboatão.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Vamos a luta... Lei 13022/2014 Faltam 5 meses.

Com a proximidade do termino do prazo de 2 anos para as Prefeituras se adaptarem a Lei 13022 (Estatuto Geral das Guardas Municipais), de 8 de agosto de 2014; constatamos que a maioria delas não avançou nesta direção, já que algumas não entregou nem o fardamento novo, que é o básico do básico. A capacitação de acordo com os princípios mínimos de atuação de acordo com suas competências constante na lei exige um grande esforço e vontade política do Governo Municipal, sentimento que falta a grande maioria dos Prefeitos. Faltam estrutura e condições de trabalho que possibilite a Guarda Municipal atender as demandas da área de Segurança Pública. A Coordenação do MOVIGUARDAS se mantém mobilizado junto aos irmãos da Grande Nação Azul Marinho em Pernambuco e sugere que as entidades representativas da nossa classe de servidores, provoquem as Câmaras de Vereadores solicitando através de ofício a realização de uma Audiência Pública, para discutir a aplicação da Lei  Federal: 13022/14; Portanto, vamos a luta, convidem principalmente as associações de Bairro, representantes de comunidades, dos servidores municipais, Ministério Público, para que a partir dessa discussão, possamos fazer um diagnostico do que temos e que falta para as Prefeituras cumprirem o disposto na lei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário